(31) 3272-9865 sindibel@sindibel.com.br

 

Em 2019, a primeira edição do Prêmio SINDIBEL de Jornalismo foi um verdadeiro sucesso. Ao todo, 33 profissionais da imprensa se inscreveram para a premiação, que escolheu as melhores reportagens sobre o serviço público municipal de Belo Horizonte e os servidores públicos nas categorias de jornalismo impresso (jornal e revista), online, TV e rádio.

 

No dia 18 de novembro de 2019, personalidades, autoridades, servidores públicos e os próprios finalistas estiveram na sede do Sindicato para acompanhar a revelação dos nomes dos ganhadores e a premiação.

 

O Prêmio tem por objetivo incentivar a cobertura jornalística sobre o servidor público, contribuindo para que a sociedade entenda de maneira melhor a importância do serviço público, que garante direitos para a população e contribui para desenvolvimento e funcionamento pleno da cidade.

 

Os vencedores foram selecionados pela comissão julgadora do Prêmio, composta pelo presidente da Academia Mineira de Letras, o jornalista Rogério Faria Tavares; a presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, a jornalista Alessandra Mello; e os então jornalistas do SINDIBEL: Thiago Alves e Raul Gondim.

 

Ao todo, os vencedores receberam R$ 8 mil em prêmios, divididos pelas quatro categorias. Além dos inscritos, o SINDIBEL concedeu uma menção honrosa à jornalista Alessandra Mendes França pela relevância da série de cinco reportagens “Los hermanos, as reformas de lá para cá”, veiculada na rádio Itatiaia, em setembro de 2019. Nas matérias, Alessandra explicou o funcionamento do sistema previdenciário na Argentina e no Chile, quais os impactos na vida das pessoas e que tipo de lição fica para os brasileiros.

 

Confira abaixo a relação dos vencedores do 1º Prêmio SINDIBEL de jornalismo:

 

Rádio

 

Júlio Vieira, com a reportagem “De porta em porta: a saga dos agentes de combate à dengue em BH”, veiculada na Band News FM. A matéria traz um histórico da luta dos servidores agentes de combate a endemias contra o mosquito transmissor da dengue que, em 2019, matou 27 pessoas em Belo Horizonte.

 

Clique aqui para conferir a reportagem.

 

Televisão

 

Rosildo Mendes, com a matéria “Lixões clandestinos”, veiculada na TV Record. A reportagem mostra como pontos de lixões clandestinos estão dando lugar a pomares e hortas em Belo Horizonte.

 

Clique aqui para conferir a reportagem.

 

Impresso

 

Simon Nascimento, com a reportagem “Basta. Quero ajuda”, veiculada no jornal Hoje em Dia. A matéria mostra como funciona o trabalho desenvolvido nos equipamentos públicos da Prefeitura de Belo Horizonte de acolhimento a dependendentes químicos e usuários de drogas.

 

Clique aqui para conferir a reportagem.

 

Internet

 

Rafaela Dotta, com a matéria “As pessoas que cuidam de BH e a gente nem vê”, veiculada no site Brasil de Fato. A reportagem busca desmistificar alguns pré-conceitos sobre quem trabalha no serviço público, contando histórias reais de servidores da Prefeitura de Belo Horizonte.

 

Clique aqui para conferir a reportagem.