(31) 3272-9865 sindibel@sindibel.com.br

Área

Legislação Específica


11

Dezembro

Informe

NOTA PÚBLICA DO SINDIBEL SOBRE AS NEGOCIAÇÕES DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL E A PREFEITURA DE BH

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Belo Horizonte (SINDIBEL) vem publicamente manifestar sua preocupação com os desdobramentos do processo de negociação que está em curso entre a Guarda Civil Municipal e a Prefeitura de Belo Horizonte. 

Ao longo de 2019, foi encaminhado e discutido com a prefeitura as demandas dos guardas sobre as condições de trabalho e a situação salarial. Entre os pontos levantados, foi apresentada a situação da perda de boa parte da remuneração dos guardas quanto ao gozo das férias obrigatórias. 

Por esta razão, foi reivindicada a incorporação dos vencimentos da gratificação de desempenho e do adicional de risco, ainda que de forma parcelada, da mesma forma que, para efeito das férias obrigatórias, estes adicionais de remuneração não fossem cortados. 

Durante reunião entre representantes da administração municipal, do SINDIBEL e da categoria nessa segunda-feira (9), foi apresentada uma contraproposta da prefeitura que, apesar de o sindicato reconhecer o esforço, não se mostrou suficiente para reduzir os prejuízos. 

Porém, na assembleia geral realizada na manhã desta quarta (11), cerca de 800 guardas presentes rejeitaram, por unanimidade, a proposta. Após o comunicado feito à administração municipal, começaram a surgir notícias - ainda não oficiais para o sindicato - de que a prefeitura iria radicalizar e estaria recolhendo equipamentos como rádio-patrulhas e armamento, além da retirada de guardas municipais de alguns órgãos públicos. 

O sindicato entende que o processo de negociação é delicado, contudo, é preciso ter bom senso de todas as partes, tanto da administração municipal quanto dos guardas municipais, já que as duas partes têm papel fundamental na segurança pública dos cidadãos de Belo Horizonte. Manter o diálogo e evitar o extremismo é o mais indicado neste momento. 

O SINDIBEL irá aguardar a manifestação do prefeito em coletiva que foi anunciada para analisar os fatos e se posicionar oficialmente.

Últimas notícias